Empreendedor Digital precisa de Contador?




Um celular na mão e uma ideia na cabeça. O baixo investimento e a facilidade de acesso à internet estão levando cada vez mais gente para o mercado digital.


Foi nesse ambiente que surgiram profissionais comercializando produtos e serviços, muitas vezes sem qualquer tipo de registro ou regulamentação. E já que a informalidade é tão comum nesse mercado, será que um Empreendedor Digital precisa de Contador?


Quem é o Empreendedor Digital?


Se você pensou no jovem nerd apaixonado por jogos eletrônicos, saiba que o perfil do Empreendedor Digital está cada vez mais diversificado.


Os criadores de jogos virtuais e aplicativos, os redatores de e-books e podcasts,os instrutores de cursos on-line, os psicólogos e médicos que atendem por teleconsulta são exemplos de Empreendedores Digitais.


Mas, para entrar nesse mercado, onde a inovação é uma constante, é importante buscar informação para entender como ele funciona. Também é importante conhecer tecnologia e compreender a linguagem virtual, de maneira a proporcionar as melhores experiências para os clientes.

E como em todo negócio, também é necessário ter capacidade de planejamento, persistência e organização.


Como um Empreendedor Digital ganha dinheiro?


Boa pergunta! Afinal, o mercado é virtual, mas os boletos são bem reais!


É preciso saber que no mercado digital existem várias atividades e que cada uma é remunerada de maneira diferente. Algumas formas de ganhar dinheiro no mercado digital são:

  • como afiliado, para ser remunerado diretamente pela venda ou divulgação de produtos e serviços de terceiros;

  • com os programas de parceria do YouTube. Nesse caso, é necessário atingir os requisitos mínimos de qualificação estabelecidos pela plataforma;

  • com a criação de jogos e aplicativos ou ainda com a produção de conteúdo (como vídeos, podcasts, textos para blog e e-books) para empresas e agências de marketing;

  • com o dropshipping, em que o Empreendedor faz a intermediação entre fornecedor e cliente e acompanha todo o processo, da venda até a entrega. Não há necessidade de estoque porque o produto vai direto do fornecedor para o cliente.


Existem outros, mas com esses exemplos você já percebeu que o Empreendedor Digital não é um empregado. Então você pode pensar: já que não existe vínculo empregatício, o Empreendedor Digital é um trabalhador informal, sem obrigações fiscais e previdenciárias, certo?


Como se trata de um mercado recente, é comum pensar que essas atividades estão dispensadas de formalidades e que não existe legislação específica.


Embora muitos profissionais trabalhem sem qualquer formalização, grande parte das empresas que contratam Empreendedores Digitais exigem o registro como autônomo, pessoa jurídica ou MicroEmpreendedor Individual - MEI, como uma forma de estabelecer uma relação B2B e promover a segurança jurídica.


É importante salientar que todos os pagamentos são realizados por transação bancária, independentemente da forma de registro do profissional. E como você deve saber, as transações bancárias são monitoradas por ela, sim ela, a Receita Federal!


Então, depois de ter tomado água com açúcar, você deve estar se perguntando: o que fazer para evitar problemas com a Receita Federal? E também: como adequar os negócios digitais à legislação? E talvez: o que fazer com as outras fontes de renda que não são negócios digitais? Ou ainda: será que estou tendo lucro ou prejuízo?


Calma! Você sabe o que precisa fazer...


Então o Empreendedor Digital precisa de Contador


Uma das funções mais básicas da Contabilidade é orientar seu cliente no cumprimento das obrigações fiscais. Isso inclui buscar o melhor regime tributário de acordo com o que determina a legislação, para que o Empreendedor pague o menor imposto dentro da lei.


Mediante análise dos rendimentos, o Contador pode avaliar se é vantajoso para o seu cliente permanecer como pessoa física ou se é mais interessante abrir uma empresa ou se cadastrar como MicroEmpreendedor Individual - MEI.


Embora a escrituração contábil não seja obrigatória para o MEI, existem obrigações legais para os Empreendedores que estão sujeitos a este regime tributário. O Contador pode fazer as comparações necessárias e ajudar o cliente a se decidir.


Outra atribuição da Contabilidade é gerar demonstrativos que permitam ao Empreendedor enxergar em números a quantas anda o seu negócio. Sabe aquela história de ter a empresa na mão? Isso mesmo!


Muitas vezes o cliente “sente” que existem problemas, mas não consegue identificar o que está acontecendo. Com os demonstrativos é possível saber onde está o problema para buscar as soluções.


É também o Contador que entrega as chamadas declarações acessórias, informações sobre os impostos apurados, receitas e obrigações trabalhistas que são prestadas ao Governo (municipal, estadual ou federal) com periodicidade mensal, trimestral ou anual a depender do regime tributário do seu negócio.


E essa papelada é mesmo necessária? Bem, a papelada não, mas a documentação sim. Os relatórios e os demonstrativos são digitais e enviados pela Internet.


Vantagens de contratar um Contador


Parece que o Contador existe apenas para lembrar de coisas que todo mundo quer esquecer: impostos, taxas, obrigações… Mas a verdade é que ele é um profissional estratégico, que presta um importante suporte na gestão de negócios.


Como assim? Em primeiro lugar, ele precisa estar atualizado sobre as obrigações fiscais dos seus clientes. Quando ocorrem mudanças (e acredite, ocorrem muitas) é ele quem orienta os ajustes necessários, seja para adequação à lei, seja para redução de custos.


Outra contribuição é que os demonstrativos gerados permitem ao Empreendedor gerir melhor as suas finanças.


Um bom exemplo é o fluxo de caixa, que demonstra entradas e saídas de recursos. Usando esta ferramenta, o Empreendedor pode identificar onde estão os “gargalos” e ajustar melhor as contas.


Outra ferramenta importante é a conciliação bancária, que permite verificar se os valores a receber foram, de fato, recebidos. O mesmo raciocínio serve para os pagamentos.


Porém, uma das maiores vantagens de contratar um Contador é ter mais tempo disponível para gerir o próprio negócio. Sim, seu negócio! Lembra dele?


Muitas vezes, os Empreendedores se perdem no meio de tantos outros compromissos que não se dedicam às atividades centrais do negócio e acabam perdendo espaço no mercado, seja ele digital ou não. Depois de tanto trabalho, ninguém merece, não é?


Acredite, quando o Contador conhece as atividades dos clientes, ele se torna um importante aliado na gestão do negócio.


E você? Quer facilitar seu dia a dia e se dedicar melhor ao seu negócio? Então fale com a gente! Oferecemos as melhores soluções contábeis para você e o seu empreendimento digital.


35 visualizações0 comentário

Descomplique sua contabilidade! Fala com a gente.