Controle gerencial e financeiro para Negócios Digitais



Um negócio digital, assim como uma empresa física, é um ser vivo que nasce, cresce, amadurece e se extingue. Começando de trás para a frente, certamente ele pode durar mais tempo que um ser humano.


E tudo depende de como é feito o seu gerenciamento, podendo também ter uma vida muito breve, caso não seja bem cuidada.


Para que sua empresa digital seja realmente um patrimônio familiar, alguns cuidados simples são necessários.


E é esta conversa que teremos hoje. Vamos falar sobre a importância de um bom controle gerencial e financeiro para Negócios Digitais. Vamos lá?


O que significa Controle Gerencial e Financeiro?


De início, é imprescindível saber que Gerenciar é uma atividade que envolve as ações interdependentes de Planejar, Coordenar, Controlar, Organizar e Comandar.


Então, ao se falar em Controle, sem dúvidas, as demais variáveis estão envolvidas no processo.


O simples ato de controlar as entradas e saídas dos valores de caixa não é suficiente para dizer que se tem um eficiente Controle Financeiro. Vai muito além disso.


Por exemplo:

  • Quanto dos valores recebidos tiveram descontos?

  • Quanto foi pago aos fornecedores, às obrigações tributárias e trabalhistas?

  • Quanto se deve investir para ter um bom lucro?

  • Quanto se deve guardar para enfrentar as despesas de final de ano?

Muita coisa, não? Relaxa, porque ainda vai piorar antes de melhorar.

A empresa e seu ciclo de vida


Toda empresa passa por um ciclo de vida e o empreendedor precisa entender cada um deles para criar um negócio sustentável ao longo do tempo.


Como dissemos, a empresa nasce, cresce, amadurece e pode se extinguir...


Ah! Agora você gostou, né? Amenizou. Pois é.


Cuidando bem da empresa, ela dura anos e anos. Até séculos. Mas presta bem atenção no que vamos falar a partir de agora.


Nascimento


Quando você resolveu montar sua empresa, juntou tudo o que tinha, pediu empréstimo, vendeu carro, casa... Enfim, montou a empresa.


Ah! É individual. Tudo bem, a dedicação e o investimento estão presentes também.


Ah! É uma empresa digital? Tudo bem. Alugou aquela internet de fibra ótica mais cara, comprou repetidor Wifii para colocar em todos os cômodos da casa (se for home office) ou da empresa, se alugou uma sala. Neste caso, entra também os móveis e equipamentos.


Atualizou o computador, celular, adquiriu softwares, fez cursos on line, gratuitos ou pagos...


Enfim, investiu dinheiro e tempo.


Surprise!!!! Abre o celular ou o note todos os dias e se depara com o efeito Phelps.


NADA!!!


Nada de pedido, nada de clientes. Likes tem um montão, mas de resto: PHELPS.


Só gasto de energia elétrica e a sua própria energia. Começa a bater o arrependimento de ter investido em negócio próprio e perdido aquele concurso público.


Crescimento


Você resistiu, apesar de tudo. E num belo dia, liga o celular ou o note e nem acredita. Um monte de pedidos esperando.


O coração dispara.


E o barulhinho da receita entrando, continua aparecendo no computador


E continua dia após dia, meses após meses. É isso aí, sua empresa se tornou conhecida e todo mundo quer ser atendido por você.


Está crescendo!!!


Todo aquele dinheiro investido, começa a voltar para sua conta. Bom né?


Mas, calma. Não vá comprar carro novo, nem roupa de grife, muito menos, reformar a casa da sogra.


Esse dinheiro que está entrando é para repor o que você gastou. Ainda não é lucro. Precisa quitar aquele seu empréstimo. Precisa reinvestir na empresa.


Maturidade


Ô maravilha! Pagou as dívidas, manteve seus pagamentos em dia. Reinvestiu!!!


Agora, sua empresa além de conhecida é respeitada, já está no mercado digital há alguns anos e se mantém.


Os clientes se tornam fiéis. E assim cuidando, a empresa passará para seus filhos e netos.

Não entrará em EXTINÇÃO.


Sonho de todos e acredite, muito fácil de fazer. Quer sabe como?


Vamos só iniciar aqui, neste artigo, porque o assunto é complexo. Mas um bom Contador pode explicar com todos os detalhes maravilhosos e muito mais completos.


Controle Gerencial: adquira este hábito


Para entender o que é e como fazer um controle gerencial, comece fazendo as seguintes perguntas:

  • O que é a minha empresa? O que é o meu negócio?

  • Por que resolvi fazer isto?

  • Qual o real problema do meu cliente e como que vou resolver?

  • Aonde quero chegar nos próximos 5 anos?

Estas perguntas irão ajudá-lo no início, mas à medida que o tempo vai passando, outras perguntas surgirão.


Por exemplo: quantas pessoas precisarei contratar para lançar este novo produto? Ou ainda

Posso criar um sistema digital específico para minha empresa?


E essa nova tecnologia, atende às necessidades de meu negócio?


Pois é! Isso é Controle Gerencial. Saber a vida de sua empresa, de seu negócio, por menor que ele seja o ajudará a ter também, um bom Controle Financeiro.


Mesmo sendo uma pequena empresa virtual, mesmo que você seja um MEI, faça seu controle e tenha sucesso.


E o Controle Financeiro?


O que transforma você em uma pessoa bacana, são os seus bons hábitos. E os bons hábitos, você adquire repetindo diariamente determinada rotina.


Lembra que sua mãe lhe perturbou a vida para arrumar sua cama todos os dias?


E aquela cara amarrada que você fazia quando ouvia. Menino, vai arrumar sua cama. Vai arrumar seu quarto


Xingava a sua mãe... Depois, claro, pedia perdão a Deus. Mas xingava.


Hoje, você é uma pessoa bem organizada, não é? Com a empresa, é a mesma coisa.


Anote tudo que for importante.

  • Quanto você usou de dinheiro para começar este negócio?

  • O que você comprou hoje? Quantas pessoas atendeu?

  • Quanto você vendeu? Quanto pagou ao seu fornecedor?

  • Compare o dia de hoje ao dia de ontem.

Crie o hábito de saber essas respostas diariamente. No início, alguns acham chato, mas é super bacana, ver o que se está conquistando a cada dia.


And... Surprise, again!!!


Tudo isso que você está fazendo serão os dados-base para o seu balanço. Serão informações que irão compor o DRE.


O que é DRE? Ah! Perdão.


O DRE é um dos relatórios capazes de falar sobre a saúde financeira do seu negócio. Além dele, ainda tem o Balanço Patrimonial e o Demonstrativo do Fluxo de Caixa.

E tudo começa pelas anotações diárias, que podem ser feitas em planilhas eletrônicas, ou naquele app que você baixou no celular.

Além de saber da saúde financeira e patrimonial da empresa, essas anotações irão ajudá-lo a saber se a empresa mudou de categoria, ou seja, se você deixou de ser MEI e agora é uma EPP (Empresa de Pequeno Porte). Tudo isso vai mostrar o quanto você obteve sucesso.

Lembre que sua empresa não é você

Já dizia Vinicius de Moraes: “Mas tudo isso não adianta nada, Se nesta selva escura e desvairada, Não se souber achar a grande amada, Para viver um grande amor!”

Em outras palavras, não adianta você fazer anotações, acompanhar os acontecimentos se ao final, não cuidar de sua conta bancária corretamente.

N-ã-o - f-a-ç-a - i-s-s-o!

Se você tem um CNPJ significa que existe uma empresa com o seu nome, mas não é você. É uma pessoa Jurídica e você é uma pessoa Física.

Você já deve ter ouvido falar que milhares de empresas são abertas a cada ano e muitas são extintas antes de completar dois anos.

Isso ocorre, em muitos dos casos, por causa desta misturada de contas bancárias. Ou melhor, de ter apenas uma conta para atender a pessoa física e a pessoa jurídica.

Se você acha muita informação, não esquenta a cabeça. Hoje em dia, existem softwares específicos que podem te ajudar a gerenciar e controlar bem o teu negócio.

São os chamados quickbooks. Com a ajuda destes e de outros softwares além de um bom Contador, tenha certeza de que seu negócio passará por todos os ciclos sem maiores preocupações.

Apenas tenha em mente que controle rima com organização que combina com Sucesso do seu negócio digital.

Se jogue! Controle! Vença!


76 visualizações0 comentário

Descomplique sua contabilidade! Fala com a gente.